Folia em Belo Horizonte

“O ano só começa depois do Carnaval.” É o que diz o pessoal de Belo Horizonte nessa época do ano. Até lá, alguns dos assuntos que se destacam são os bloquinhos, as viagens, as cervejas geladas e as músicas animadas. Então, para aproveitar o clima de folia, o Chefão decidiu dar uma estudada na história do feriado que agita, cada vez mais, a capital mineira. Confira aqui o que descobrimos!

O Carnaval de Belo Horizonte surgiu de forma curiosa. Durante a construção da cidade, em 1897, os operários que trabalhavam nas obras desfilaram fantasiados pela região da Praça da Liberdade.

No final da década de 1940, iniciaram-se as batalhas de confetes e os bailes populares. Nessa época surgiram também, na capital mineira, os blocos caricatos e, logo depois, as escolas de samba.

Em 1980, o Decreto Municipal nº.3.676/1980 oficializou o Carnaval de Belo Horizonte. O primeiro desfile foi realizado na Avenida Afonso Pena e permaneceu sendo realizado nesse local até 1990. A partir daí, a Prefeitura passou a promover somente bailes populares de Carnaval.

No entanto, um movimento popular com o objetivo de revitalizar os blocos de rua da cidade surge em 2010 e, desde então, a cada ano, o carnaval amplia o seu volume de foliões em todas as regiões de Belo Horizonte. Com o número de foliões ultrapassando o número de 3 milhões, tanto em 2017 quanto em 2018, o “Carná” de BH torna-se uma tradição turística da cidade.

Separamos também um TOP 7 de blocos tradicionais que vêm tendo muito sucesso em animar as ruas da capital mineira, . São eles:

  • Bloco Chama o Síndico, conhecido por tocar músicas de Tim Maia e Jorge Ben Jor e por arrastar multidões de mais de 150 mil pessoas.

  • Bloco Então Brilha, tradicional de BH, que já reuniu mais de 130 mil pessoas.

  • Bloco Angola Janga, que, em uma pegada de protesto e empoderamento negro, mistura ritmos como samba-reggae, pagodão baiano, samba-afro e até um pouco de funk. O bloco já reuniu mais de 120 mil pessoas em anos anteriores.

  • Bloco Baianas Ozadas, famoso por atrair famílias e por fazer desde o vovô até o cachorro entrarem na folia, atraindo dezenas de milhares de pessoas todos os anos.

  • Bloco Havayanas Usadas, uma ramificação do Baianas Ozadas (em consequência de uma briga que resultou na separação interna do grupo), também fez sucesso nos últimos anos, juntando mais de 70 mil pessoas.

  • Bloco Corte Devassa, caracterizado por fantasias do período colonial, música boa e bateria marcante, reunindo uma folia de mais de 100 mil pessoas.

  • Bloco Juventude Bronzeada, que tem foco nos axés dos anos 90 e em uma série de músicas autorais maravilhosas. Nos últimos anos, vem reunindo mais de 70 mil pessoas.

Se, além dessas dicas, você quiser saber ainda mais e seu desejo é ficar por dentro de toda a programação do Carnaval de BH em 2019, acesse o site www.carnavaldebelohorizonte.com.br. Além de conter informações detalhadas sobre a história desse feriado na cidade, o site informa a agenda de shows e blocos que se apresentarão em Belo Horizonte, com dicas e curiosidades sobre cada um deles.

Prepare seus confetes e serpentinas e caia na Festa! Dance bastante e, se bater aquela fome, já sabe: passe no Chefão! Bom feriado!

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Delivery:  (31) 3541.2381  

BR 040, km 547 - Jardim Canadá - Nova Lima - Minas Gerais

© 2020 Restaurante e Lanchonete Chefão | Administrado por Agência Ápice