Minas e seus Diminutivos

March 22, 2019

Sabemos que cada região, estado e, muitas vezes, cidade brasileira tem seu sotaque, vocabulário e modo de falar. Essas características revelam não só a maneira como as pessoas daquele local se expressam, mas também a percepção de mundo delas, que é refletida em sua maneira de se comunicar.

 

Para conhecer melhor os seus clientes, o Chefão pesquisou os diversos traços dos falares de Minas Gerais, que trazemos aqui para vocês.

 minasfazciencia.com.br

 

O falar mineiro é muito característico e reconhecido em todo o Brasil: uma fala cantada, arrastada, e, pelo que alguns dizem, até manhosa. Um vocabulário tão carregado de peculiaridades que, muitas vezes, soa como outro idioma para quem vem de fora do estado. Além disso, o jeito de falar do mineiro é repleto de palavras únicas (como “arreda”, “trem” e “uai”), reduções (como “ocê” e “nu”) e, principalmente, diminutivos. Expressões como “coisinha bonitinha” e “casinha arrumadinha” são tão comuns no cotidiano mineiro que nem percebemos a frequência com que os “inhos” e “inhas” aparecem nas conversas.

 

O uso do diminutivo na língua portuguesa possui diversas funções dentre elas para que o falante se refira àquilo que apresenta um tamanho menor do que o usual. Uma comidinha, teoricamente, seria uma comida servida em menor quantidade. Mas, dentro do falar mineiro, sabemos que a “comidinha” pode ser um grande almoço de domingo em família (melhor ainda se for no Chefão).

Esse uso que, muitas vezes, não leva em consideração o real tamanho daquilo que está sendo citado, costuma exprimir delicadeza, ternura, humildade e cortesia. Nesse caso, a comida vira “comidinha” pra passar a ideia de aconchego e carinho para quem ouve falar dela. Embora usemos muito essas expressões em Minas, elas não são exclusivas do estado, pois a língua portuguesa também engloba esses usos específicos das regiões.
 

Podemos observar que os mineiros gostam de aconchego, mesmo que expresso por palavras (ou melhor, “palavrinhas”). Isso aponta para um povo carinhoso, cortês e humilde, que sempre está disposto a tirar um “tempinho” pra tomar um “cafezinho” com alguém de que ele gosta.Essas características trazem ao cotidiano dos falares mineiros um sentimento especial de afeto, nas “coisinhas” do dia a dia, tornando esse modo de falar único.

 

hatandapron.wordpress.com

 

Aproveita e dá uma passadinha aqui no Chefão pra experimentar nossa comidinha gostosinha demais!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Chefão apresenta: receitas da Vovó e do Vovô!

February 28, 2019

1/5
Please reload

Posts Recentes

July 8, 2019

Please reload

Arquivo