Chocolate: uma relação de amor e... mais amor!

May 14, 2019

Você sabia que o último levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB) mostrou que o Brasil está entre os cinco maiores consumidores de chocolate do mundo? Nossos bolos, mousses, tortas, pudins, biscoitos, achocolatados e guloseimas em geral contam, frequentemente, com a presença desse ingrediente. Isso coloca os brasileiros entre os maiores chocólatras da terra! Porém, sabemos que o alto teor calórico desse alimento também faz com que ele seja visto por muitas pessoas como um vilão. Mas o que acontece na verdade é que não existe comida do mal, desde que ela seja consumida com consciência e com moderação.

No caso do chocolate, o consumo diário recomendado pelos médicos é de, no máximo, trinta gramas por dia, desde que, sua composição, tenha ao menos 25% de cacau. É importante lembrar que, dos ingredientes da composição, esse é o mais benéfico à saúde humana. Assim, devemos prestar mais atenção aos rótulos dos chocolates, para garantir que esse fruto não tenha sido substituído por outros ingredientes menos saudáveis. “Mas, então eu não posso comer um doce que pese mais do que 30g ou que tenha baixa concentração de cacau?” A resposta é: “claro que pode, contanto que isso não seja feito com frequência!” Que tal deixar então aquele brigadeirão somente para os almoços em família ou para os finais de semana, aqui no Chefão?

A verdade é que o malvado da história não é o chocolate e, sim, o seu uso em excesso. Mas, para aqueles que insistem em querer se livrar dessa delícia, o Chefão selecionou também alguns benefícios que o consumo consciente de chocolate pode trazer para a saúde. Confira abaixo o que encontramos:

 

1. Combate ao câncer de intestino: algumas moléculas do cacau possuem propriedades antioxidantes que protegem as células humanas dos tumores.

2. Bem-estar: o chocolate estimula, no corpo humano, a produção de endorfina e dopamina, substâncias que promovem o relaxamento e a redução de dores.

3. Fluxo arterial: a composição do chocolate amargo, especificamente, pode diminuir a coagulação do sangue, a obstrução dos vasos sanguíneos e os níveis de LDL (colesterol ruim), colaborando para a saúde cardiovascular.

4. Saúde cerebral: o chocolate amargo também possui compostos que protegem as células nervosas de possíveis acidentes vasculares cerebrais.

5. Energia: a grande quantidade de carboidratos e de proteínas deste alimento não é completamente negativa. O chocolate é um ótimo aliado na recuperação de energia, após grandes esforços físicos.

 

Com tudo isso, podemos concluir que o chocolate tem vários benefícios a nos oferecer, os quais merecem ser aproveitados. Para isso, conte, sempre que quiser, com as sobremesas que preparamos carinhosamente, com a ajuda do nosso amigo chocolate, aqui no Chefão!

 

Afinal, sabemos que, branco ou preto, amargo ou ao leite, quente ou gelado, com castanhas ou com biscoitos, em barra ou em pó, em brigadeiro ou em calda; a verdade é: todo mundo, de um jeito ou de outro, ama chocolate! 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Chefão apresenta: receitas da Vovó e do Vovô!

February 28, 2019

1/5
Please reload

Posts Recentes

July 8, 2019

Please reload

Arquivo