Roda de Histórias: uma homenagem ao Dia dos Pais.

July 30, 2019

Porque há nas tuas mãos, meu velho pai, essa beleza que se chama simplesmente vida. - Mario Quintana.

 

 

 

Ser pai é deixar na vida do próximo um pedaço seu.

 

Seja o sorriso, o olhar, o cabelo ou simplesmente o jeito de ser. Afinal, a maior herança de um pai não é física ou material. Ela está na fala, no afeto, no olhar, no cuidado, está na segurança transmitida ao filho de que ele vai ter sempre alguém para ser seu porto seguro, está nos aprendizados passados e nas experiências vividas.

 

Quando a gente é criança, nosso pai é um herói. Ele alcança a prateleira mais alta, abre a vasilha mais dura e tem o superpoder de fazer tudo e ainda mais um pouco pela gente. Quando crescemos, descobrimos que toda essa força não era magia nem coisa de outro mundo – era amor. Essa descoberta torna cada memória ainda mais valiosa.

 

Para celebrar o valor dessas lembranças, convidamos algumas pessoas para nos contar um pouco sobre histórias já vividas com seus pais. Recebemos duas memórias muito diferentes, mas de mesma importância. Confira abaixo.

 

Minha família me criou com todo o amor e a educação que eles poderiam me dar. Mas não teve jeito quando a pré-adolescência bateu, confesso que a garota mimada que existia em mim decidiu mostrar suas garrinhas.

 

Era véspera do meu aniversário, comecei uma pirraça descomunal para ganhar uma festinha. Meu pai não gostou tanto da ideia, mas eu gritei e chorei como se ele fosse o culpado pelo fim do mundo. Ele, então, sentindo-se desrespeitado, foi rígido ao me dar um sermão.

 

Começou com uma conversa sobre humildade, sobre a vida real não ser fácil, como eu estava achando que era, e sobre a minha necessidade de entender isso.

 

Então, compreendendo suas palavras e o erro por trás da minha pirraça, é claro, tive a certeza de que seria colocada no maior castigo da minha vida. Mas o que veio a seguir me pegou de surpresa.

 

Meu pai, aquele homem grande, forte, rigoroso, poderoso e estável, começou a chorar. Chorou mesmo como criança e se mostrou tão vulnerável quanto eu. Falou que, se necessário, tiraria um órgão para me dar. Ele fez com que a festinha que eu tanto queria parecesse coisa pouca, mostrando-me a importância de diminuí-la. Isso, porém, fez com que o meu amor por meu pai crescesse.

 

História de Maria Fernanda sobre seu pai, Ricardo.

 

 

No início do Ensino Médio, meu pai me deu a oportunidade incrível de fazer um intercâmbio. Os preparativos para a viagem começaram meses antes e, quando chegou o grande dia, a ansiedade já estava transbordando para fora de mim. Transbordou tanto que contagiou meu pai também.

 

Era véspera de Natal, e eu estava preparado para decolar no voo que me levaria de para Belo Horizonte para São Paulo, onde eu faria uma conexão internacional. Porém, por causa de uma série de problemas técnicos, o avião não conseguiu decolar.

 

De cara, perdi os dois voos, o que pegaria em BH e o que eu pegaria em SP, já que eu chegaria atrasado para a conexão.

 

Assim, liguei para o meu pai para avisar a ele que eu iria passar o Natal no aeroporto. Estava esperando um lamento, mas o que recebi foi uma reação de completo entusiasmo e dedicação.

 

Acreditem ou não, diante dessa situação, meu pai decidiu que ia pegar o carro, me colocar lá dentro, e dirigir de Belo Horizonte até São Paulo.

 

Dito e feito. Sete horas e meia depois eu estava fazendo o check-in em SP. Contando com ida e volta, meu pai enfrentou quinze horas de estrada, correndo, contra o tempo, atrás da minha felicidade.

 

Como se o papel de paternidade já não o fizesse agir como médico, professor e psicólogo, nas horas vagas, meu pai decidiu que ia fazer função de avião. Pois é, o cuidado e o amor de pai realmente são maiores que qualquer distância.

 

História de Roberto sobre seu pai, Emílio.

 

 

 

Como diz o velho ditado: recordar é viver.

 

Essas memórias carregam em si um pedacinho de vida, um pedacinho de cuidado, um pedacinho de paternidade. Seja andando mil e duzentos quilômetros de carro ou simplesmente abrindo o coração para nós, nossos pais deixam marcas na vida da gente e merecem ser homenageados. Nesse dia dos pais, agradeça seu pai; dê um abraço; faça uma cartinha; saia para almoçar com ele ou, simplesmente, lembre-se de quem ele foi e é para você.

 

Um feliz Dia dos Pais a todos!

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Chefão apresenta: receitas da Vovó e do Vovô!

February 28, 2019

1/5
Please reload

Posts Recentes

July 8, 2019

Please reload

Arquivo